Notícias fundação Shunji Sishimura

31/03/2017

Big Data no Agronegócio - Aula inaugural é ministrada por diretor da IBM

A Fatec Shunji Nishimura em Pompeia realizou no dia 10 de fevereiro, no anfiteatro da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia a aula inaugural do curso superior inédito e gratuito de “Big Data no Agronegócio”. A aula foi ministrada pelo geólogo Ulisses Mello que é o Diretor do Laboratório de Pesquisas da IBM Brasil (IBM Research). Ele é responsável pelo desenvolvimento de estratégias de Pesquisa & Desenvolvimento e inovação em parcerias com universidades, clientes e agências.

Mello começou a carreira como pesquisador no IBM T.J Watson Center, nos Estados Unidos, no qual trabalhou nas áreas de Ciências Físicas e Matemáticas, Business Analytics e Ciências Matemáticas, em que foi gerente de Análises de Petróleo e Energia.  Antes de assumir a atual posição, Ulisses era o líder mundial de Recursos Naturais da Divisão de Pesquisa da IBM, que inclui as indústrias de petróleo, mineração e agricultura.
Ulisses é graduado em geologia pela Universidade de São Paulo, possui mestrado na mesma área pela Universidade Federal de Ouro Preto e recebeu um Ph.D. em geologia da Columbia University. Possui mais de 70 artigos publicados em literaturas, diversas patentes e em 1998, recebeu o prêmio “Wallace Pratt” da Associação Americana dos Geólogos de Petróleo.

Ulisses explicou em sua aula que o conhecimento no mundo cresce exponencialmente dobrando a cada 18 meses. Tal obsolescência traz uma necessidade de carreiras profissionais voltadas ao conhecimento científico de armazenamento de dados. Ele disse que hoje é crescente a criação e demanda de carreiras voltadas à internet.

Ele informou que nos últimos quatro anos percebe-se cada vez mais que tudo no mundo tem sua relação com dados e a grande questão é como trabalhar com a confluência e o grande volume desses dados.

Na área do agronegócio, que é a ênfase do curso, empresas como a Agrotools, por exemplo, trabalha 90% com Big Data e faltam profissionais nessa área, mostrando que o curso oferecido pela Fatec de Pompeia tem um futuro promissor. “Serão os solucionadores de problemas voltados à agricultura”, destacou Mello

O curso conta com o método canadense de ensino “Profound Learning” quebrando paradigma de ensino em que “a escola ensina e lição e depois aplica a prova, para a vida aplica a prova e depois nos ensina a lição”.

O método aplicado ao Big Data no Agronegócio, visa tornar seus alunos aptos a desenvolver aplicativos e soluções com ênfase em Tecnologias de armazenamento de dados em nuvem, BigData, internet das coisas (IoT) e aprendizado de máquina com contextualização no setor do agronegócio. O aluno estará apto também a planejar, executar e controlar a infraestrutura de coleta e processamento de dados de empresas do agronegócio.

Com duração de 3 anos, o curso conta com 40 vagas no período da tarde e visa formar profissionais que possam atuar em empresas de infraestrutura de TI (Tecnologia da Informação); empresas que desenvolvem software e hardware; fabricantes e revendedores de equipamentos para internet das coisas e agricultura de precisão; indústria e revendedores de tratores, máquinas e implementos agrícolas e usinas, entre outros.

O curso foi criado através de parcerias entre Centro Paula Souza, Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, - Prefeitura Municipal de Pompeia e Centro de Inovação no Agronegócio – CIAg.

A primeira turma de alunos do curso de Big Data conta com vários profissionais formados em áreas como Análise de Sistemas, Engenharia, Administração, Odontologia e outras mostrando a tendência de formação de profissionais voltados para a Internet das coisas nos mais variados campos profissionais.